12 abril 2021

Asfixiante

cada época tem sua doença.
e a doença é reflexo de sua época:
a nossa (época e doença)
é terrível e imprevisível
cheia de pressões sobre o peito
de cansaços sobre a vida
de inseguranças e de incertezas
não se sabe o que esperar
qualquer plano ou esperança 
podem ser desfeitos
a qualquer hora momento
e já não há mais fôlego
para suportar tudo o que nos exigem.
cada doença tem sua época
e a época é reflexo de sua doença:
a nossa (doença e época)
é traiçoeira e asfixiante.


10 abril 2021

Poema para a Música

melodia do que me dia
minha companhia  de finais
quanto mais eu canto contigo 
menos tenho com quem contar
melodia do que me tarde
tempestade nos meus alardes
meus catastróficos sinais
nota que não me acorde
rosa no além que beijo
esmagada por entre o verde
ausência do que te verte
melodia do que me fostes
sangue em lácrimas menstruais 
de cadências do que te lua
látegos flagelos açoites 
e eu piano no que me alma
enquanto tu música 
mais do que nua
nas melodias nas melonoites
nas melan...cólicas.


04 abril 2021

BWV 244

sei que algo acontece
alguma coisa que está latente
que agora não se vê     
mas mais à frente 
de algo que um dia será tudo
diante de nosso coração arrasado 
e do desespero da nossa mente.

vento que se veste inofensivo
lá em tempestades desvistadas
não se tornará tornado ou furacão?

quando cai uma flor
há outro algo além da sua queda?
a vida que morre vai para onde?
o que é verdade diante de nós 
se esconde.

tudo traz um além-motivo:
o Amor se oculta 
atrás do nosso riso.

29 março 2021

Último Infinito

há sempre um que é o último:
por mais infinitos que sejam os números
ninguém os conta pra sempre
por mais infinito que seja o cosmos
ninguém o percorre todo

se o cosmos é infinito
por que há coisas que dizem impossíveis?
por que faço um pedido
que não me é dado?
mais ainda assim
há um momento em que não mais
há sempre um último
em tudo que é ou que não foi 
há sempre um último dia
há sempre uma última vez.

mas ser infinito é isso
ter que haver um último último 
para que exista um novo primeiro:
quem sabe numa próxima vinda...
quem dera este poema
ainda te dissesse mais
mas ele aqui me finda.

24 março 2021

Carta Suicida

a nova vida (mais perto da morte)
veio pra ficar.
não há mais como viver como antes
(como se fôssemos eternos
mesmo sabendo que nunca fomos)
agora a morte nos olha nos olhos
(de máscara para máscara)
e esse é o novo normal.
não voltaremos à vida de antes
sempre haverá uma insegurança no ar
uma dúvida de onde está o mal:
porque esta pandemia não é um fim
é um pontapé inicial
é o resultado tardo
é um aviso das parcas das sinas
do que não aprendemos com a morte
do que fizemos com a vida:
é uma carta suicida.



23 março 2021

Da Vida

I - a vida é como uma zona:
quanto maior a farra
maior a conta.

II - a vida é como uma cobra:
quando menos se espera
ela dá o bote 
a nos picar...
e o tempo cobra
e escreve a conta 
e nem sempre temos cobre
pra (a)pagar.

18 março 2021

Sobre Aquilo que se Sente

I - por mais que se fale
em teorias e racionalização
o que se sente é tudo
e tudo é o que se sente
o resto é em vão.

II - até se pode negar
o que está diante dos olhos
o que se passa pela cabeça
mas nunca se pode negar
o que se oculta no coração.

III - não adianta.
as coisas estão no sangue:
é do sangue que se vive ou se morre
e o sangue (que pelas veias corre)
é que vai ditar os caminhos 
que todos percorrerão.
até dizem que pode ser racional...
é mentira. viver é sempre emoção.

15 março 2021

E aquele olhar de lua me cuidava à noite

pensava tanto em vida mas não era nada
é a morte que se espalha como noiva alada
e o canto das sereias me jogava alardes
e assim andei na terra sempre pelos tardes
e tudo que passava não tinha sentido
fazia tanto tempo que eu tinha nascido
com a alma alucinada que criou as aves
sendo algo violino quando tu escutares
e vieram tantos sonhos que não sei quem diga
pousaram à minha mão como fatais amigas...
preciso é que eu termine este poema agora
antes que o que não tenho também vá embora.




13 março 2021

Retrospectiva Política da Catástrofe


Dizia que era só uma gripezinha.
A covid mataria menos que a H1N1 (cerca de 800 pessoas). 
Escolas não poderiam fechar. Estádios deveriam manter a presença de torcedores. 
Tudo no comércio deveria permanecer aberto. As pessoas deveriam levar a vida normalmente. 
A mídia estava mentindo e exagerando, por pura perseguição. 
Máscaras eram inúteis e faziam mal. 
Ficou um ano aglomerando sem usar máscara e incentivando aglomerações e o boicote das medidas de isolamento. 
Nunca iria em busca de vacina,  quem quisesse vender que oferecesse. 
Recusou 160 milhões de doses de vacina segundo o Butatan em julho. 
Recusou vacina da Pfizer.  A vacina de origem chinesa (Coronavac) era ineficaz e fazia mal (virar jacaré). 
Os filhinhos do papai ofenderam o povo chinês, dificultando relações diplomáticas. 
Impediu estados e municípios de comprar vacina. 
"Que morra quem tiver que morrer." "Vai ficar chorando até quando?" "Vai comprar vacina na casa da sua mãe."
Israel controlou a covid com vacinação,  mas foi em Israel em busca de spray nasal sem eficácia comprovada...

Brasil, 10 de março de 2021: 2349 mortes por covid em 24h. 270 mil mortes. 80 mil casos em 24h. Saúde em colapso total em praticamente todo o país. Pessoas morrendo em casa ou em filas porque não há vagas. País com o pior cenário mundial da covid no momento. Coincidências...

11 março 2021

Olhar e Máscaras

toda pessoa se conhece pelo olhar.
todas as pessoas se conhecem pelo olhar.
as sentenças são parecidas 
mas só a primeira é verdadeira.
nem todos se conhecem pelo olhos.
só quem sabe olhar conhece pelo olhar 
e no olhar tudo está.
mas bem poucos sabem olhar:
a maioria só olha para o próprio umbigo.
raros têm olhos para olhar além dos olhos
quase ninguém passa da superfície.
mas quem tem olhos vê além do que vê 
desvenda segredos sabe de interiores.
e as máscaras ajudaram
a quem tem olhos 
desvendar os olhos.




09 março 2021

Autoajuda para a Época da Aparência

 I – não se martirize
não se sacrifique
pelo bem comum:
ninguém reconhece o sacrifício
pelos outros
só se reconhece o sucesso.
ponto.
e ainda mais se esse sucesso
for em cima do sacrifício
dos outros

II – não seja profundo:
ser profundo pode fazer 
com que se sinta e se pense:
sentir e pensar
pode lhe deixar infeliz:
quem é infeliz
não aparenta sucesso

III – não cultive seus valores:
quem é que o verá
pelo que você vale 
ou deixa de valer?
onde será
que sua honra
dignidade
sabedoria
o tornarão mais bem visto?
melhor dizendo:
cultive seus valore$

03 março 2021

A Morte que está aqui dentro

não é só a morte que está lá fora
é ainda mais a que está aqui dentro
ainda mais a que está aí dentro
é isso que destrói é isso que mais dói
não há morte pior
do que aquilo que mataram dentro de nós
do que daquilo que matamos dentro de nós
nem é preciso que se diga
nos tornamos os melhores inimigos da vida
cada vez mais fechados mais machucados
nos tornamos um amontoado de feridas
trancamos todas as nossas portas
nem buscamos nem sabemos nem queremos
antes de olhar já fechamos os olhos
nos tornamos rios de rancor e mágoas
antes de beijar já queimamos os lábios
nem há mais o que se diga
somos abismos de receios e medos
e de oportunidades perdidas
de alguma coisa nunca estada
nunca preenchida
que mascaramos com imagens de sucesso
de bem estar de segurança de progresso
mas todos sabem que lá dentro 
há um poço de vazio...

agora escuto o galope de um cavalo
e nem sei como acabo este poema...
vou matá-lo.




27 fevereiro 2021

Três Rapidinhas

1 - Máscaras:

andamos tão mascarados na vida 
que a vida nos fez andar mascarados

2 - Divina Comédia 

já disseram 
que a vida é uma comédia:
é porque Deus é um irônico 
e o homem é um palhaço 

3 - Humana Comédia:

quando podemos 
não sabemos como
quando sabemos 
não podemos mais