Meu 2º livro: Poemas do Fim e do Princípio - Uma Aposta no Livro Digital

Conheça "Poemas do Fim e do Princípio", meu 2º livro com 245 poemas em quase 250 páginas. Adquira a versão impressa ou digital, clicando no link: http://www.livrosilimitados.com.br/loja/autores_descricao.asp?codigo_autor=7



02 outubro 2014

Ao Após

palavra que sinto quando me esqueço
o que é que de ti lembrar-me te faz?
água que alonga ao instante fugaz
nada que traga o meu não ao avesso

seja comigo ao altar do teu preço
verbo-destino que segue-me atrás
silêncio que os muros quebra do mas
sonata que cala ao som do que esqueço

ah se eu corresse em teu rio sempre em chama
íris que fosse no som desta voz
braço sanguíneo que se ergue da lama

verso de nunca que se alta no após
ah se teu quem fosse aquilo que chama:
deixa esquecer-me e lembrar-te entre nós...

29 setembro 2014

da Suprema Indiferença

I
Indiferença
é só para homens de brio:
não é não-sentir
é saber quando for sentimento
ou o sustento de um olhar frio

II
a suprema indiferença
é a sensibilização
de saber que não há nada no homem
e no vazio do seu desejo
e é a intuição impassível
daquele almo instante denso
em que te vejo

III
ser  Indiferente
é permanecer
que seja o Ser


26 setembro 2014

Sem Conserto

de que adiantam
teus coros a quatro vozes
(ou teus choros de quatro modess)
emudecidos pelo vento
(ou endurecidos de cimento)
já tantas vezes
(já tantas fezes)
ou os teus acordes
com cordas
pelos cortes
do pescoço?

concordas?

as notas do teu piano
(de que caem teclas ano a ano)
o Tempo
nem mais nota

à tua partitura
já não cabe nenhum inserto

Humanidade
(já ouço
uma flauta na tempestade):
tu não tens conCerto

25 setembro 2014

Escola Thomás Fortes é a 3ª Melhor do RS


Para mim, é um prazer, uma honra e um orgulho trabalhar na escola Thomás Fortes, lecionando principalmente Literatura para todo o Ensino Médio. Conheço o magnífico trabalho realizado pela direção, professores, funcionários, e conheço também a qualidade e os méritos dos alunos do Thomás. Por isso, sou testemunha de que essa conquista é absolutamente merecida. Parabenizo a escola Thomás Fortes por ter sido apontada pelo Ideb como a 3ª melhor escola do Rio Grande do Sul. Abaixo, reproduzo trechos da matéria publicada no jornal A Razão, matéria de responsabilidade de Jones Diniz:

"A Escola Estadual Thomaz Fortes está entre as três melhores no Estado, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O diretor, professor Aldemir Martins Machado, disse que a conquista vem sendo construída ao longo dos anos graças ao engajamento de todos os professores e alunos, num trabalho conjunto.

O diferencial, segundo o diretor, está na forma como a escola encara a parte pedagógica e a atividade desenvolvida direta com o aluno, destacando também parcerias, entre elas o Pibid – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, através da URI-Santiago e reforço escolar trabalhando realmente aquilo que tem significado para o aluno. A questão da repetência, que não é uma coisa boa para a escola, também é bastante observada, pois influencia bastante na pontuação do Ideb que não é medida somente pela eficiência do aluno, mas também leva em consideração evasão, repetência, aparato oferecido pela escola, qualificação dos profissionais e dos professores, pontos de preocupação permanentes da Escola Thomaz Fortes.

Sobre a posição no ranking, Aldemir disse que não costuma comparar índices com outras escolas, mas sim usá-los internamente para melhorar o índice do Ideb que passou 6.6 para 7.2, sempre levando em conta aquilo que é desenvolvido por todo o seguimento escolar. a Escola Thomaz Fortes possui atualmente cerca de 1.050 alunos desde o primeiro ano até o 3º ano do Ensino Médio Politécnico, 80 professores lotados (73 em atividades) e 34 servidores."

22 setembro 2014

A Questão da Consciência

I
as pessoas
querem acabar 
com seus problemas:
se conseguissem
deixariam de viver
ou acabariam
com elas mesmas

II
alguns acham
que paz
é não ter
com que se preocupar...
eu diria
que é não se preocupar
com o que se tem

III
há os que querem
ter paz de consciência
sem ter uma consciência
para ter paz

IV
paz de espírito
é simplesmente tê-lo

20 setembro 2014

Multa Milionária é aplicada ao HCS por Plano de Saúde sem Autorização

Sou testemunha de que o tão propalado plano de saúde do HCS é de baixíssima qualidade. Mais propaganda do que serviço. Escrevi em 2011, quando do falecimento de meu avô, que ele pagou por anos esse plano e no momento que mais precisou ficou 24h sem atendimento médico. 
E não é só o plano de saúde. A sociedade de Santiago vem acompanhando estupefata o que vem ocorrendo com o HCS nos últimos tempos. A crise da ausência de pediatras, as negligências que já resultaram no falecimento de inocentes, o conflito entre administração do HCS e o sindicato dos servidores da saúde, a negativa da administração do hospital em pagar o básico obrigatório dos técnicos em enfermagem, as denúncias do presidente da FESSERS, Milton Kempfer (aqui), as inúmeras reclamações indignadas que se proliferam em blogs, nas redes sociais, nas conversas informais, de pacientes mal atendidos, de falta de recursos humanos por trás da nova fachada do HCS. 

Abaixo, reproduzo texto publicado pela vereadora Iara Castiel em seu blog:

Conforme nota publicada no Diário Oficial da União no dia 31 de Julho de 2013, por decisão da ANS – AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE, o Hospital de Caridade de Santiago foi multado em R$ 10.000,00 (dez mil) por dia e cerca de R$ 900.000,00 (novecentos mil) por não ter autorização do órgão governamental responsável para a criação do CARTÃO DE DESCONTO ‘’PRONTO SAÚDE’’. 


O Diretor – Presidente da FESSERS - Federação dos Empregados em Estabelecimentos e Serviços de Saúde do Rio Grande do Sul, Milton Kempfer, encaminhou ofício para o Conselho Estadual de Saúde informando o fato ocorrido no hospital.


Em resposta, o CES informou que foi instaurado processo de número 25785.011439/2011-70, junto a ANS, o qual previu multa no valor de R$ 900.000,00. 

Segundo informações, a direção do hospital recorreu da sentença, mas seu recurso foi indeferido, neste caso, deverá pagar a multa.


O Hospital de Caridade de Santiago está descumprindo uma ordem da CNS por não ter suspendido ainda, os serviços referentes ao ‘’Cartão de Descontos’’.

A multa já deve estar próximo de 1 milhão de reais. 

O interessante de se notar é que o FATO não é divulgado nem pela imprensa "oficiosa" de Santiago e muito menos pelo próprio HCS. Por que não divulgam? Por quê? Quais os direitos que possui a população de Santiago em conhecer tudo o que ocorre com o Hospital de Caridade? Um hospital que recebe recursos públicos, ou seja, dos nossos impostos, que cobra por seus serviços ou recebe dos planos de saúde e que NÃO FAZ NENHUM FAVOR em atender os pacientes DEVIDAMENTE, mas tão somente sua obrigação.

19 setembro 2014

Fio da Navalha









é alto o perigo em ser poeta
o autoperigo em ser poeta
(quem dera
fosse só perigo)

há que se andar
sobre o rio da navalha
(quem dera
fosse um sol comigo)
a que me destino
e tudo o que for Destino
virar hino

para esperar-te no onde
me esperam
fundei esperanças
no vento do ontem

assassinei a mim mesmo
e recriei a humanidade:
sou o Deus
da religião que me fiz
e onde o universo imagino

nos confins do que se finda
em busca do que não estava
“vim, vi e venci”
e o deixei
sobre o grave de granito
e piso
e pouso
um após deixado
sendo meu ato:
o foi dito

e não é preciso nem um não
de gratidão

17 setembro 2014

da Decadência III – dos homens que morrem

nem o sol
permanece sempre
no alto do céu
_________
a decadência do homem começa
no ponto
em que sua consciência termina
_________
em geral os homens caem
porque não olham pra baixo
_________   
em geral os homens morrem
porque não olham pra dentro

(Na imagem, detalhe de "Inferno" de Hieronymus Bosch.)

14 setembro 2014

Criação

I

pouco
em real
faço:
crio
como a água
em paz ou fúria
desce o rio

II

se Deus
existe ou não
não cabe a mim
dizê-lo ou sabê-lo
sei
que a imaginação
(mas não que eu saiba)
é a continuação

III

poesia
(com ou sem rima)
é o que resta
do que faz a verdade
acima
da diária luz do dia

(Na imagem, detalhe de "A Criação", de Michelangelo)


12 setembro 2014

Não voto em Filho da Puta

Este poema escrevi quando das eleições de 2012. Reelaborei-o ano passado e agora o publico de novo. É sempre válido.


prezado
senhor candidato:
com todo respeito
vou pegar o meu voto
e enfiar no teu rabo
de rato

não me venhas
com apertadinhas de mão
podres imundas infectas
de bactérias vírus e fungos
de corrupção

no teu sorrisinho
de boca amarela e fingida
vou escarrar meu catarro
de muco sangue e saliva

não me venhas
perturbar meu sono
com tuas alegrezinhas
musiquinhas ridículas:
eu sei muito bem
quais são as alegrias
das campanhas políticas...

então queres
passeatas
carreatas
mamatas?

conchavos
conluios
canalhas?

tratados
tramoias
trapaças?

sobre a "auréola" do teu santinho
vou apagar o veneno
de um cigarro vadio...
senhor candidato
vai à puta que pariu!

09 setembro 2014

"Dar centavos com a mão esquerda, depois de tirar milhares com a direita, chama-se caridade." Google homenageia o grande Tolstói

O Google faz hoje uma bela e justa homenagem a um dos maiores gênios de todos os tempos, o escritor russo Liev Tolstói, nascido em 9 de setembro de 1828. Na homenagem do Google, aparecem cenas de três de suas principais obras: o gigante, monumental romance épico "Gerra e Paz", o ao mesmo tempo sublime e terrível, misto de idealismo romântico e de realismo impiedoso "Anna Karenina" e aquela que talvez seja a mais perfeita e mais reflexiva novela de todos os tempos: "A Morte de Ivan Ilitch", obra profundamente inquietante

A capacidade de Tolstói de nos fazer refletir sobre a sentido da existência, sobre a relação do homem consigo mesmo, com o próximo e com o seu destino é algo assombroso. Não há como se permanecer indiferente frente à suas ideias, seus ideiais, entre sublimes, sonhadores, grandiosos, verdadeiros e polêmicos. 


São trechos como os abaixo que nos fazem pensar, pensar e sentir:


"O homem não tem poder sobre nada enquanto tem medo da morte. E quem não tem medo da morte possui tudo."


"O único fim dos tribunais é o de manter a sociedade no seu estado atual."

"O dinheiro representa uma nova forma de escravidão impessoal, em lugar da antiga escravidão pessoal."

"A mulher é uma substância tal, que, por mais que a estudes, sempre encontrarás nela alguma coisa totalmente nova."


"Há quem passe pelo bosque e só veja lenha para a fogueira."


"Cada um pensa em mudar a humanidade, mas ninguém pensa em mudar-se a si mesmo."


"Governos precisam de exércitos para protegê-los de seus oprimidos e escravizados súditos."


Bom, eu ficaria eternamente colocando frases do eterno Tolstói. Paremos por aqui.


07 setembro 2014

um Homem não se queixa

um Homem
não se queixa
a não ser a si e ao seu ser

criancinhas
é que vão aos ouvidos dos pais
queixar-se do que não podem
enfrentar por si mesmos

um Homem
mantém firme sua angústia:
é ela que alimenta sua grandeza

um Homem não se queixa
não dá queixa
não pede para outros
darem um jeito na sua impotência
não reclama às autoridades
nem acredita nelas
não se caga dos desafios
não corre para os refúgios
das pregas da sociedade

um Homem
não se queixa
não chora no ombro de puta
ou de gueixa 

06 setembro 2014

Vazios Humanitários

I

a poesia
ocupa cada vez
menos espaço
porque o homem
já está saturado
esgotado
explodindo
de vazio

II

o que há de mais antiquado
que escrever
“sublimemente”?
primeiro
é contra as regras literárias
segundo
é contra os vazios humanitários
por isso a palavra
nem foi escrita
logicamente

III

há homens
que acham que dizem algo
dizendo
o que (não) tem a dizer...
poderiam poupar-nos
da sua fra(n)queza