22 setembro 2011

Humanidade... Vai Dormir!

humanidade...
vai dormir!

por que queres continuar acordada
se já chegaste ao final do teu dia
e viste que ele não deu em nada?

por que queres caminhar ainda?
caminhar para onde?
caminhar para quê?
se de exausta caminhas em círculos
e tuas estradas voltam ao mesmo lugar?
a que progresso fatal queres ainda avançar?

humanidade...
vai dormir!
se não encontraste sentido na vida
talvez encontres sentido no sono
talvez sonhando sonhes teus sonhos
talvez fechando os olhares
vejas teus gênios cantando nos céus
e o amor que buscaste bailando nos ares...

talvez dormindo
recuperes tuas forças
e despertes animicamente renovada:
nada melhor que um dia após o outro
e uma nova aurora e um novo raiar...
dorme humanidade
que no estado em que estás
não podes mais continuar...

sou um pessimista?
não, sou alguém cansado
morrendo de sono...
por mais que eu faça
ali está sempre a desgraça
impávida
impassível
impossível
sempre a sorrir...

humanidade
faz como eu:
vai dormir.

4 comentários:

Ligéia disse...

Me tornei pessimista em relação à Humanidade, não à sua sorte.
Mas, nós, verdadeiramente humanos, pagamos altos preços por estarmos vivos.

"ali está sempre a desgraça
impávida
impassível
impossível
sempre a sorrir...

Reiffer, um dos melhores que li de sua autoria!

Um Abraço.

Matheus de Oliveira disse...

"se não encontraste sentido na vida
talvez encontres sentido no sono
talvez sonhando sonhes teus sonhos
talvez fechando os olhares
vejas teus gênios cantando nos céus
e o amor que buscaste bailando nos ares..." Demais esse trecho, de emocionar. Parabéns! Um abraço.

Davi Machado disse...

Concordo
existe aquela frase antiga que fala sobre o "sono dos justos", neste caso seria dos injustos hehe
parabéns pelo poema fenomenal!

abraço!

Joguete do Destino disse...

Fazia tempo que procurava e não encontrava um escritor por meio da internet com palavras tão intensas como as suas.
Abraço.