20 janeiro 2011

Tratado Completo Unificado de Poesia e Filosofia

quando necessito ouvir...

vou à beira dos banhados
escutar o coaxar dos sapos
e o matraquear dos patos
abaixo de tempestades...

é o que faço
quando necessito ouvir verdades

10 comentários:

Mr.Orange disse...

As verdades sempre aparecem onde menos esperamos.
Adorei o texto e seu blog.Estou seguindo-o.
Quando tiver um tempo, entre no meu blog, deixe um comentário, e se gostar, siga-o. Estou deixando um link do seu espaço lá.
http://queletra.blogspot.com/
Parabéns pelo ótimo trabalho!
Atenciosamente. Adriano MB.

Mirze Souza disse...

REIFFER!

Realmente aqui está o segredo da filosofia e seus tratados.

Nada como a quietude e a natureza, para aconselhar!

Belíssimo!

Beijos

Mirze

Sonhadora disse...

Poeta

Palavras que abarcam tanto da humanidade...com sempre os teus poemas vão além do que se lê.

Deixo o meu beijinho
Sonhadora

Igor Buys disse...

Muito bom; muito onomatopaico e feliz na concepção.

Abraços

CARLA STOPA disse...

Aqui...Pertinho das minhas Escrevências ouço sapos e pássaros o tempo todo...O silêncio gritante de mim...

Patrícia disse...

Te presentiei no meu blog BOCA RARA com um SELO DE QUALIDADE.
bjsssssss

F. Otavio M. Silva disse...

oi.. nunca mais apareceu lá no meu blog ( http://otaviomsilva.blogspot.com )... to só passando por aki pra ver como anda o seu... muito interessante seu blog, vou voltar assim que puder.
Forte abraço

Gisa disse...

As verdades nos surpreendem surgem da onde menos esperamos.
Um bj querido amigo

Neuzza Pinhero disse...

Grilos. Ouço grilos.Também são bons conselheiros no silêncio das madrugadas
abçs

Neuzza Pinhero disse...

chorava a morte de uma pessoa.
E aqui só tenho os grilos, não há sapos nem patos.
Mas acredito que a música de cada um possa encerrar toda a poesia do mundo. Vc tem razão,eles cantam a verdade.