19 agosto 2010

América Tingida de Sangue

O INTER, o meu time, sagrou-se BICAMPEÃO DA AMÉRICA! Faço então uma pequena homenagem, publicando aqui um poema que está em meu livro "Poemas do Fim e do Princípio". O poema abaixo foi composto em 2006 e não foi escrito especificamente para o Inter. Mas serve para ele também, sem dúvida.

Deus Vermelho

Deus Marte!
capa vermelha
ígneas chamas
força sanguínea
punho de flama
espada vulcânica
febre de vinho
espinho de rosa
dente no sangue
corte profundo
peito inflamado
veia fervente
pulso cardíaco
glória de Roma
lenço encarnado
fêmea menstruada
garra da guerra
Eros e amor
fogo-fúria de Hercólubus
Deus Morte!

2 comentários:

Mirze Souza disse...

Reiffer!

Sempre me emociono quando se faz uma homenagem a um time do coração.

Apesar da corrupção e violência, é só o que nos resta. Torcer saudavelmente por nosso time. O esporte, para mim é tudo ou quase tudo.


Parabéns pelo INTER!

Abraços

Mirze

Camila Jornada "Análise do ser" disse...

Resolvi conhecer um sangue mais intenso,venoso e pulsátil: uma solução vermelha... Colorado!