03 dezembro 2010

Tua Sombra (no estilo de Cruz e Sousa)

Tua Sombra antiga em voz...
sempre mais aqui entre nós.

teu abraço em beijo e sangue...
traz mais paz que o sol exangue.

és um anjo em meu instinto...
és sombra em tudo que sinto.

sonho com tua tormenta...
som que meu lábio sustenta.

teu silêncio em toda parte...
no frio segredo de amar-te.

ao sopro-hino do teu sino...
tu erguerás o meu destino.

serás febre em  minha lira:
o mais é clara mentira.

(na imagem, o quadro "Lua sobre o Mar", de Dmitriev)

9 comentários:

Richard Mathenhauer disse...

Suas rimas são muito bonitas!

Abraços,

José María Souza Costa disse...

Belissimo poema, em um blog Avassalador. Parabens. Estou lhe convidando a visitar o meu blog, muito simplório por sinal e se possivel seguirmos juntos por eles. Estarei grato, esperando por vc, lá
Abraços

Ju Fuzetto disse...

Coisa mais linda amigo!!!


beijoooooooooooo

Michelle Buss disse...

Muito, muito bonito!
Parabéns!!

Gisa disse...

Sombras que possuem, sombras que fazem falta, sombras que dominam. Um bj. querido amigo

Alice Ribeiro disse...

-
obg, achei super interessante o texto
parabéns :]

Lara Amaral disse...

Posso dizer que o estilo de A. Reiffer não fica para trás em nada comparado aos grandes poetas.

Lindo poema!

Mirze Souza disse...

REIFFER!

A cada dia me surpreendo por aqui.

Belíssimo poema com estilo, mas sua poesia marca!

Beijos, poeta!

Mirze

Davi disse...

Musical. Bem agradável, o desfecho e o verso anterior a ele são bem peculiares.