07 abril 2010

Versos Poluídos

a água do teu lábio
agora já é saliva
a saliva de uma lepra
a saliva do teu lábio
agora já é uma lágrima
e essa lágrima tu sorves
a lágrima do teu lábio
agora já é um sangue
o sangue que te nutre
o sangue do teu lábio
agora já é veneno
o veneno que te vive
o veneno do teu lábio
é a água que tu bebes
e estes versos que vomito
são à água do planeta...

15 comentários:

Sonhadora disse...

Lindo e profundo teu poema...gostei muito.

Beijinhos
Sonhadora

Descobrindo Um Novo Ser Lunático disse...

Sim, veneno puro !
Adorei, perfeito poema !

Beijos
Leticia Duns

Léo Santos disse...

Bah! Tchê! Mas tu tá campeando a perfeição hein! Muito bem traçadas as tuas linhas! Parabéns!

Um abraço!

Denise Portes disse...

Hummm os versos que você escreve, descreve a profundidade dos seus sentimentos e revela por onde anda seus pensamentos.
Lindo poema!
Um beijo
Denise

Simone da Silva disse...

É de uma profundidade incrível... Vou colocá-lo no meu blog, pode ser? Mas pode deixar que eu faço a referência. Parabéns!

Walmir disse...

e vamos todos bebendo e exalando venenos, mano.

Anônimo disse...

olá

Você já leu o livro LIÇÕES DE ABISMO do escritor Gustavo Corção???

Daniela Filipini disse...

Tão profundo, nunca soube escrever nada assim... :)

Elaine Barnes disse...

Poema da revolta rs...Adorei! Quantas vezes eu quis dizer isso. Afiii!!! Montão de bjs e abraços

Gilson disse...

Muito bom, gostei muito do teu Blog, vou seguí-lo de hoje em diante.

Abs

Flavih Jones disse...

Eitaaa. Esse foi forteee.
Gostei.
=)

Beijoos

Daniela Filipini disse...

Sobre o seu comentário, acabei de postar a parte III :)

sandra Freitas disse...

Forte,intenso...lindo..lindo.

crônicas disse...

Alessandro,

Achei poluído demais...rsrs , desta vez não gostei. Não te zangues.

Pena que não gostas da Martha, talvez porque o que ela escreve seja mais para as mulheres, imagino.

Abçs
Adriana

Brilho da Lua disse...

A la Augusto dos Anjos...Adorei!!!