03 dezembro 2009

O Método Científico é Responsável Pela Destruição do Planeta?


Qual a relação entre o método científico em vigor e a destruição ambiental? Haveria alguma? Para mim está claro que sim. Antes de qualquer coisa, o que é método científico? Ou o que é ciência? Para que serve a ciência? Qual é ou deveria ser o seu maior objetivo?

A meu ver, a ciência deve buscar a verdade, o conhecimento sobre as coisas, sejam elas materiais ou não. E utilizar tal conhecimento para melhorar a humanidade. Mas o que vemos hoje? Vemos uma ciência cujo objetivo maior tornou-se apenas desenvolver técnicas ou fazer descobertas para tornar nossa vida mais cômoda ou mais “saudável”, ainda que esse “saudável” seja um tanto discutível. E ainda que essas “conquistas científicas” somente sejam acessíveis aos que têm condições financeiras de bancá-las. E o mais de 1 bilhão de miseráveis do mundo? O que a ciência faz por eles? No que a ciência contribuiu para tornar o homem melhor? O mundo melhor? A ciência não serve para isso?

Então, para a ciência, somente o que é mensurável, material, e adquirível materialmente é que pode e deve ser científico? É o que diz o método científico? Então, ao meu entender, o método científico está equivocado. Quem disse que ele deve estar necessariamente correto? Pois eu estou o contestando. O método científico é como a ciência atua, e para mim a ciência está atuando de forma equivocada.

O próprio Einstein condenava essa visão materialista e racionalista da ciência, inclusive não foi com esse método, ou unicamente com ele, que Einstein chegou à Teoria da Relatividade. Einstein, segundo suas próprias declarações, chegou a essa genial teoria inicialmente através da imaginação, através de uma sensibilidade artística que trouxe geniais insights ao cientista, os quais mais tarde se transformaram em uma teoria revolucionária. Einstein foi antes de tudo humano, sensível, não somente frio e racionalista. Não é à toa que uma das frases mais célebres de Einstein é esta: “A imaginação é mais importante que o conhecimento.”

Este método científico em vigor é absolutamente mecânico. Assim construiu uma ciência mecânica, que não está preocupada, comprometida com o verdadeiro desenvolvimento humano. De onde provém o atual método científico? Em grande parte, ele é oriundo da filosofia de Descartes. Descartes pensava que tudo era material ou explicável pela matéria, que tudo era mecânico, mensurável, que o universo inteiro poderia ser reduzido às leis físicas já conhecidas, e que o homem poderia fazer o que quisesse com o planeta e com os seres nele existentes, inclusive torturá-los em prol da ciência, pois não haveria alma nenhuma neles. Descartes afirmou: “o grito dos animais sendo torturados em prol da ciência é como o som do funcionamento de uma fábrica”.

Um absurdo? Um método um tanto atrasado? Pois é o método que ainda está em vigor na ciência. E o seu resultado está diante de nossos olhos. Uma civilização que destrói seu planeta a passos largos, afinal foi ensinada pela ciência com seu método que a natureza deve ser explorada ao máximo, pois ela não teria alma e nós, os homens, seríamos seus donos. Esse é o resultado mais elevado deste método científico.

4 comentários:

Michelle disse...

Obrigado!

O seu também está um espectáculo.

Bj MM.

pablo disse...

O homem sempre foi ganancioso, unicamente é que agora a ciência é utilizada para satisfazer a ganância humana.
Sem o método científico muito provavelmente você nem existiria. Antes dele a expectativa de vida das pessoas era de 20 a 30 anos. Agora está beirando aos 80.

FROILAM DE OLIVEIRA disse...

REIFFER
Não podemos culpabilizar a Ciência,o conhecimento científico, pelo uso que governos e, por extensão, toda a população mundial fazem dos métodos e das tecnologias desenvolvidas.
Na carona do comentário de Pablo, reforço-o com o que fez a medicina não apenas para aumentar a expectativa de vida, mas também para aliviar a dor.
Mas esse assunto é tão amplo que não vale a pena o debate.
Estás de mudança de Santiago?
Fiquei sabendo pelo blog do Prates. Penso que, noutro lugar, irás produzir muito mais, com o salto de qualidade que espero que ocorra com todos os que nos envolvemos com a arte literária.
Sucesso.
Abç

Camila disse...

A ciência é bela e assustadora, conforme o ponto de vista. É voraz e muitas vezes anti-ética, inoportuna, indiscreta. Seus benefícios são inegáveis, mas seus prejuízos também não podem ser ignorados. Concordo com o confronto expectativa de vida X qualidade de vida. Acho um bom tema para reflexão... Estamos ganhando muito e muito rápido em tecnologia e perdendo assustadoramente em alma, em humanidade.