04 outubro 2014

Hoje, Dia Mundial dos Animais. Quem se importa?

É, quem se importa? Não se importariam normalmente, quanto mais na véspera de uma eleição. Mesmo assim, vou republicar meu poema abaixo:

Sobre a Tua Vida Esmagada



graxaim atropelado
(pela estrada):
nenhuma lágrima
de ninguém
teu sangue esparramado
(pela estrada)
é mancha do que era:
para quem passa rápido
(que é preciso ir e vir
a correr e a sorrir)
tu foste de outra era
e agora és nada

tu sendo um
és todos
que já não são
para que fosse
o progresso
(pela estrada
ao nada)
quem se importa
na pressa?
tua existência
num mundo moderno
é inútil
é um excesso

sobre a tua vida esmagada
(pela estrada
findada)
soprou um hálito
de so(risos)
a sonhar com beijos na noite
ou com sono de justos
ou em festas baladas
sobre a tua vida esmagada
(pela estrada
esvaziada)

eu mesmo...
fiz o quê?
nada
só um poema
que também é nada
para quem o lê
(pela estrada...)

Um comentário:

Tais Luso disse...

Eu me importo, muito mais do que eleições e eleitos que nada fazem pelo bem estar e proteção dos animais. Os que fazem, fazem ainda muito pouco em troca do que nos dão.
Gostei de seu poema, parabéns!
Abraços.