13 junho 2014

O Corte de Pinus na BR 287 e a Genialidade de alguns em Santiago



Em Santiago há muitos gênios incompreendidos. Alguns deles são aqueles que defendem o corte de pinus em trechos entre Santiago e Jaguari nas margens da BR 287. Estão cobertos de razão. Os pinus são plantas mortíferas e traiçoeiras, que se antepõem entre os motoristas e seus naturais desvios de percurso. Além de serem plantas absolutamente feias. Observem, por exemplo, acima, as imagens horríveis e deprimentes onde, em rodovias da atrasada Europa, os pinheiros ameaçadores ficam quase que dentro da estrada. Um absurdo! E percebam ainda que, na Europa, continente onde a educação é desprezada, nem há acostamento naquelas rodovias. O que farão os motoristas quando vier um caminhoneiro enlouquecido invadindo a pista contrária? Ou dirão agora, talvez, que na Europa não existem caminhoneiros enlouquecidos?

Definitivamente, nossos gênios estão certos, os pinus devem ser extirpados. Ou vão querer proibir os homens de bem e progressistas, cultos e conscienciosos, de dirigirem seus carros, de último tipo e potentíssimos, a 160, 170 km/h? E na eventualidade de algum acidente com esses motoristas absolutamente inocentes, para que acidente mais humilhante do que bater o carro em um pinheiro, naquelas plantas exóticas e com clima de cemitério? Melhor é espatifar o carro em uma parede de terra,  direto na vívida terra brasileira, ou, melhor ainda, capotar algumas vezes em uma planície aberta. Ou descer barranco abaixo, afundando em um perau. É mais belo e mais emocionante.

Além do mais, árvores estão fora de moda. Ou melhor, a moda são as árvores cortadas, seus tocos à vista, parecendo banquinhos em praças bucólicas. Ou seja, os gênios santiaguenses, além da segurança, também estão preocupados com a beleza, com a estética de nossas rodovias. Por isso que eu os parabenizo e os louvo, e estou certo de que farão bom uso dos troncos dos pinus cortados, enfiando-os naquele lugar propício. 


3 comentários:

Gregory Lopes disse...

O corte dos pinus não adiantará em nada...apenas retardará a morte dos motoristas que sem os pinus por perto...andarão cada vez mais rápido,e sem os pinus para se atirar na frente dos mesmos qual vai ser a próxima desculpa?
E ao anônimo deixo a pergunta...o modo de mudar algo em Santiago seria entrando para essa política escrota e podre que comanda essa cidade?

Anônimo disse...

Muito bom o texto e a mensagem sarcástica do autor, aos gênios de Santiago.Porém, mesmo que tenha sugerido aos gênios o que fazer com os troncos, certamente ocuparão a tribuna para cobrar do autor se é só o tronco ou a galhada também.Didi

helen ps disse...

Ótimo texto!
Abraços.