13 fevereiro 2013

do Não Viver


I

o que de ti
me mostras
não é o que vejo,
o homem nunca está
onde está:
ou é saudade
ou é desejo

II

aquilo
que o homem faz
ele nunca faz
estando em cem por cento:
aquilo que o homem faz
ele o faz
já estando
(em desejo ou medo)
no próximo momento

III

as pessoas
pre-ocupam-se tanto
tanto
que nunca se ocupam
com o seu tanto

3 comentários:

Ana Bailune disse...

'O homem é saudade ou é desejo...' Que bonito isso, e que verdade! Nunca - ou raramente - estamos onde estamos (ou deveríamos estar)!

Janice Adja disse...

Nada é 100%.
Beijos!!

Turismóloga disse...

Nos tempos atuais, ninguém vive 100%. Uma pena. Nâo há disponibilidade autêntica de ninguém!!

Beijos!