22 dezembro 2012

Agora, o "Fim do Mundo" Real

Bem, agora que a completa idiotice em se acreditar que o mundo poderia acabar de um dia para outro e que a não menos idiotice de se interpretar coisas ao pé da letra já passaram (é incrível como tanto os reconhecidamente ignorantes como os supostamente cultos se prendem a interpretações literais tanto para o crédito quanto para o descrédito), podemos falar (ou melhor, continuar a falar) no "Fim do Mundo" real.

Como o título de meu blog é O Fim (desde sua criação em 2006), creio ser oportuno mencionar, mais uma vez (já o fiz aqui diversas vezes) que não creio em "Fins de Mundo", em fim do planeta, por exemplo, a não ser, é claro, quando assim decidir o nosso sistema solar, mas creio em fim de civilizações. E não acredito, definitivamente, que a nossa civilização da forma como a conhecemos poderá se manter por muito tempo. E isso é também uma questão matemática. O planeta não poderá sustentar nossa civilização. Aliás, já não está podendo. Fora isso, o universo sempre tende ao equilíbrio, em TODOS os seus aspectos, desde o micro até o macro, basta que analisemos. Dito isso, dou-me por satisfeito com a breve explicação, uma vez que para os bons entendedores, meia palavra basta.

As pessoas temem o "Fim do Mundo", consciente ou inconscientemente, porque sabem que "fazem mal" a ele e aos seres que nele vivem, incluindo aos próprios seres humanos, incluindo a si mesmos. Na verdade, temem a "punição" pelos seus atos. "Punição" essa que nem precisaria ocorrer por um acontecimento externo ao planeta, mas pelas nossas próprias mãos, por consequências diretas e imediatas das nossas ações para com a Terra e para com os outros homens. 

E o mundo hoje encontra-se ameaçado. Não é uma questão de profecias, é uma realidade inquestionável. Quando qualquer das supostas profecias apocalípticas foi elaborada, nem se imaginava que um dia teríamos um arsenal nuclear capaz de destruir não uma, mas três vezes o nosso planeta, no mínimo. Alguns dirão que a humanidade não é louca a ponto de deflagrar uma guerra nuclear. Será mesmo? O leitor tem absoluta confiança no ser humano? Eu não. Já estivemos a um passo de uma catástrofe atômica durante a Guerra Fria. 

E muito menos imaginavam os supostos profetas apocalípticos que a vida do nosso planeta poderia ser  um dia aniquilada de forma quase completa pela mão do próprio homem. E nem precisamos ir muito longe no tempo. No início do século XX, quem daria crédito a quem dissesse: "Olha, as florestas, um dia, podem acabar."?  No entanto, em  50 anos, de 1962 e 2012, a maior parte das floretas tropicais do mundo, excetuando a Amazônia, que perdeu 20% da sua área,  foram dizimadas. Em 50 anos! Mesmo os 20% da Amazônia perdidos, que parece relativamente pouco, é muito, é um absurdo, se levarmos em conta a rapidez com que ocorreu. A humanidade tem milênios de história. No entanto, cerca de um terço da vida do planeta (é o que dizem os cientistas) desapareceu devido à ação humana principalmente durante a segunda metade do século XX e o ínicio do XXI. Aonde pararemos? Ou o que nos parará? Que cada um fique com sua resposta.

Ontem mesmo, estava lendo sobre o tráfico de animais, que vem aniquilando a fauna ao redor do planeta. Uma espécie de rinoceronte, o Rinoceronte-Negro-do-Oeste foi declarada extinta devido à caça para o tráfico de seus chifres. As pessoas em geral não dão muita atenção a tais tragédias porque elas não rendem piadinhas. O assunto é sério. E profundamente triste. Para mim, ao menos, é. Não há lugar para sorrisos. 

De forma que amanhã, ou depois, tratarei aqui, rapidamente, para não encher o saco do leitor, sobre o tráfico e a caça ilegal de animais. Amanhã, prosseguirei a ser chato, antipático, alarmista e desagradável, falando sobre o "Fim do Mundo" real.

3 comentários:

MoiselleMad disse...

Essa questão do tráfico de animais é uma situação que me incomoda muito. O transporte ilegal de papagaios, na Amazônia, feito dentro de canos de pvc, foi algo de que tive notícia e me deixou triste, deprimida. É alarmante mesmo, e horrível.

Neyde Arte Artesanato disse...

Muito bom seu trabalho,ainda vou dar mais uma espiadinha no Blog...Agradecendo aproveito para desejar FELIZ NATAL!2013 COM MUITAS INSPIRAÇÕES e ALEGRIAS!abraços.

Janice Adja disse...

Acreditar no final do mundo vai de cada consciência.
Um natal de muita harmonia.
beijos!!!!