29 outubro 2012

O Macaco-Einstein e o Politicamente Correto

Vejo no blog Terra Brasilis, aliás, excelente blog, a imagem acima. Não há dúvidas de que o simpático macaquinho observado em uma reserva da Malásia, da espécie Macaca Arctoides, nativa do sudeste asiático, se parece mesmo com o físico Albert Einstein. Porém, surgiu-me o seguinte questionamento: e se o primata em questão fosse um macaco de pele escura e, por um acaso, alguém o achasse parecido com alguma celebridade da raça negra?

Como todos sabem, ao menos se espera que saibam, existem macacos de pele clara e de pele escura, assim como os seres humanos. Primatas como o Macaco-do-Japão, o Macaco-Rhesus, o Mandril, o Uacari da selva amazônica, entre outros, possuem pela clara. Há outros, como o Gorila, o Chimpanzé, o Orangotango, o Bugio, muito comum nas matas gaúchas, que apresentam pele escura.

E se alguém observasse um macaco de pele escura e o considerasse parecido (e divulgasse sua impressão) com alguma celebridade negra, como Barack Obama, Gilberto Gil, Samuel L. Jackson, Pelé, Pixinguinha, Morgan Freeman, Cruz e Sousa, o grande poeta negro, o genial Machado de Assis, um mulato, ou como tantos outros grandes homens negros? O que diriam? Considerariam esse alguém como um racista, como um criminoso. Não é? 

Afinal, seria o ditado do "politicamente correto", essa hipocrisia e insensatez aceita como lei, e que pretende  determinar a todos nós, de maneira inquestionável,  aquilo que é correto, aquilo que é errado. O indivíduo, em diversos pontos, já não pode julgar por si próprio, já não pode emitir sua opinião, não pode  pensar fora dos limites das formas já fabricadas.

E, se é para compararmos macacos a homens, vamos lá. Existe um macaco de pele branca que se parece ao genial Einstein. De fato. Porém, segundos estudos científicos, o macaco mais inteligente de todos é o Chimpanzé. E os Chimpanzés, no geral, possuem pele escura. Logo, se descendemos dos macacos, segundo Darwin, os humanos de pele escura seriam, assim como os chimpanzés, os mais inteligentes. Ou não?

O racismo, seja pela forma que for, nunca tem razão. Porque é uma imposição direta das elites. O "politicamente correto" também não. Por quê? Porque é uma imposição indireta, dissimulada, das elites. É a imposição em pele de cordeiro.  Seja como for, é uma maneira de se manter o status quo, a ordem estabelecida, o padrão a ser seguido. As elites querem manter-se para sempre como sendo as elites.

O "politicamente correto", entre outras "correções", é a ditadura nos tempos pós-modernos. Agora, não se tortura. Agora, persuade-se. Muito mais eficiente.

5 comentários:

Carla Ceres disse...

Achei o macaquinho Einstein a coisa mais linda. Quanto à comparação com uma celebridade negra, você está certo, haveria uma onda de protestos. Gostaria apenas de acrescentar que, de acordo com a ciência atual, todas as diferentes pigmentações que os seres humanos exibem são variações da nossa cor de pele original, que é negra. Todos nós viemos da África e tivemos pele negra. Abraço!

Nadine Granad disse...

Ah, que lindo o macaquinho!!!
E que texto gostoso de ler!... Pela leveza das linhas e densidade do tema!...

Concordo ;)

Beijos =)

Ligéia disse...

É, Reiffer, você tem toda razão. Imagino, caso aparecesse uma foto de um macaco parecido com uma celebridade negra, o tamanho da repercussão politicamente correta.

Mundo hipócrita.

silvioafonso disse...

.


Amanhã eu falo dos
que partiram sem a
mínima vontade de nos
deixar.

Espero por você.

silviofonso






.

Luís Fellipe Alves disse...

Uau, e não é que é verdade? Se fosse um macaco da pele escura comparado a um humano negro, diferentemente da comparação da foto, essa outra seria marcada como racismo. Incrível como as coisas são, não?
Muito bem escrito e com argumentos claros.
Parabéns pela escrita.
Abraço.