06 junho 2012

Quantos Sábios há no Mundo?

cada humano tem sua própria razão
e cada um tem razão em tudo o que faz
por mais que não tenha razão alguma

ninguém se julga errado
porque mesmo quando se julga em erro
logo transforma o erro em acerto
pelas mil e uma justificativas
e um milhão e meio de motivos
absolutamente justos
(para o seu si mesmo)
ainda que em justiça
não haja justiça alguma
em nenhum dos seus motivos

quem é que pensa que não é certo
aquilo que pensa
por mais que só pense em engano?
quem é que age
julgando errado o que agiu
por mais errado que seja?
quem matou alguém
(por exemplo)
de três, uma:
ou julga justo ter matado
e assim está certo para si
ou diz que se arrepende
mas no fundo não se arrepende
e assim está certo para si
ou se arrepende mesmo
e por se arrepender
se julga correto após o arrependimento
e assim está certo para si

quando dizemos que estamos errados
no fundo apenas dizemos
para que os outros não nos digam
que estamos errados
admitimos o erro
para poder viver tranquilos
no que julgamos acerto

quem é que muda
quando se julga errado?
se não muda
é porque no fundo
se julga correto

cada um de nós
e todos nós
nos julgamos donos de toda a verdade
ainda que em verdade
não saibamos de verdade alguma

cada um de nós
é a razão em pessoa
uma verdade ambulante
uma certeza com pernas

há 7 bilhões de sábios no mundo

7 comentários:

Patty Almeida disse...

Quantos sábios há no mundo?
Quantos otários, tão profundos!
Quantos já se perderam?
Mas perder, perder o quê? A vida? Os sonhos? A luz? O medo?
Aquele que acha que sabe...
Sabe que não sabe?
E aquele que sabe?
Sabe que sabe?
E o que se sabe?

Quantos cegos há no mundo?
Quantos surdos há no mundo?
Quantos mudos há no mundo?

Ah, entre todos existem 7 bilhões!

Beijos! Te amo!

Markus disse...

Genial!

Weimar Donini disse...

Sócrates, que à sua época era considerado o homem mais sábio da terra, teria dito: "Eu sábio? Só sei que nada sei!"
Já outra figura também considerada sábia, teria dito numa palestra: "Senhores, vim lhes dizer a verdade!"
Ao que uma voz, vinda de um ancião, nas últimas fileiras do auditório, repleto, questionou:
"Qual verdade o senhor veio nos dizer? A sua verdade, a minha verdade ou a verdade verdadeira?"

Vampira Dea disse...

Tenho medo desses sábios...

Luiz Alfredo disse...

Ainda bem que somos poetas
e eu sou apenas um pobre
poeta
Mas estamos sujeitos a cair
na Filosofia dos Universais
julgamos que sabemos tudo
que somos o centro do universo
...
esquecemos que nossa essência e as
coisas são únicas
cada uma na sua particularidade
o grande filósofo medieval
Pedro Abelardo fez esta descoberta
que deixou seu mestre Guilherme
com sua teoria dos Universais
estupefato.

lindo poema poeta
reflexivo visceral...

Luiz Alfredo - poeta

Carlinus disse...

Não sabia da existência desse seu maravilhoso espaço. Parabéns!

Victor Said disse...

Dou mais importância a uma sabiá só do que todos os sábios juntos. Acho que isso em mim é mau de sabedoria. Mas fazer o quê, é paixão crônica por poesia.

Lindo poema, só pra ressaltar.