24 janeiro 2012

Teu Toque em Silêncio...

teu olhar mudo
é como um toque
de trombeta
e quando tocas
tocas
os homens de ti
e daqui

sempre impassível
vês o nunca e o impossível
tu asas além dos sonhos
dos que sonam
o toque
dos sinos
e o tique...
(taque...)
invisível
dos destinos

o toque
da pedra no lago
produz ondas
que não te tocam:
nada abala
teu ser intocável

mas tocaste a mim
com tua melodia escura
como quem procura
um violino
e um toque de mãos
ao fim da tarde...

tocas sem fazer alarde...
e quando a tua árvore
for só um toco
tocarás o céu...

Tu
imperturbável Urubu.

7 comentários:

Victor Said disse...

O manto negro que cobre a imaginação e faz surgir a infindável inspiração nem sempre é ruim. "[...] mestra que jamais engana, a tua amiga melhor [...]" trajando o semprenunca dos tempos, que tudo viu e tudo vê, é anjo inquietante, feito urubu.

Tenho admiração pelos abutres do novo mundo, não pelo destino das rapinas nem pelo ofício da limpeza carnal, mas pelo voo sublime, pela elegância do porte e da humildade dos que são mau compreendidos e desprezados.

MIRZE disse...

Lindo, Reiffer!

Amo essa ave que todos sentem repulsa. O silêncio e a espera peka morte para saciar o corpo é algo que me fascina como se daí começasse o infinito ou o caos, tanto faz.

Beijos

Mirze

Luiza Maciel Nogueira disse...

adoro os urubús! beijo

Ligéia disse...

Urubús, o que fazem é viver segundo sua natureza, e cumprir o seu destino. Alguém tem que fazer o trabalho sujo.

Lindo poema, um tributo.


beijos, Alessandro.

Katrine disse...

Bela definição de tal ave tão peculiar. De fato também eu não imaginava que era logo disto que estava falando, as últimas palavras da poesia a transformou por inteiro. Rss. Gostei.

Abraços e uma boa semana!

Dellone disse...

Tens obras BELÍSSIMAS ...
parabéns e bom pra nós que o lord as posta . rss

______
DIVULGAÇÃO:
Venho lhe convidar a fazer parte
de nosso grupo no face, onde postamos
nossos gostos e certamente também nossas atualizações nos sites
O que encurta a distancia entre os blogs , espero vê-lo por lá.

Em (contatos) lá no "Silence" tem meu face, assim que me convidar já lhe adiciono ao grupo imediatamente.
--> silenceshadows.blogspot.com

Estendo este convite aos visitantes e membros de vosso site,
sintan-se todos à vontade em participar. Agradeço

Até breve.

Raquel disse...

Muito belo o poema. Para os apreciadores do urubu e também para os não apreciadores.