02 maio 2011

Crer em Nada

a minha melancolia
que é aquilo que vem e que ia
não me permite
crer nisso que aí está
e nesse inútil blábláblá
de intelectuais reais
dessa ilusão que se existe

só creio em que não pode ser
mais vale o que não há
de haver
se o que é é isso que é
é óbvio que não é
a verdade
então não
creio na humanidade

(uni)versar é tudo
que me resta
e é melhor insano
crer no que não existe
porque este ser humano
eu estou vendo
que não presta

7 comentários:

Patrícia disse...

Faz tempo que não aparecia por aqui. Mas sempre com poemas que falam tanta verdade.
Me pego muitas vezes pensando assim, porque esse mundo está povoado de pessoas tão inúteis, fúteis. Mas há excessões. Muito bom. Bjs

Camila Monteiro disse...

Eu adorei o comentário assima, faço dele asminhas palavras tb!!!
Excelente post. Bjos!

Ingrid disse...

o nada.. sempre nos faz repensar..
beijo Reiffer

Katia Cristina disse...

Amigo
Faz tempo que não entro pq acredito que qdo não se está bem, não pode dar nada de bom para ninguém.
Eu prefiro ver seriados idiotas falando de coisas sobrenaturais a ver o povo comemorando a morte do Bin Laden. Seja como for, era uma pessoa.
bjs e boa noite

angela disse...

Mais desencantos que encantos
e o que nos resta é esse canto
da vida desafinada.
beijos

Katrine disse...

A verdade não está no que vemos... =)
Linda poesia, faz um belo arranjo de palavras. Tem, digamos, sintonia...

Abraços!
Boa Semana!

Vampira Dea disse...

Intelectuais sempre acham que sabem tudo e tem solução para tudo. Cada um na vida sabe muito de alguma coisa, difícil é entender de gente.