27 abril 2011

Sei que Algo Acontece...

sei que algo acontece...
o fundamental é o que está latente
o que não está simplesmente atrás
mas à frente
como consequência não-sólida
mas astralizada
o que se move como sopro e tigre
há passos de tudo
que se passa em passado
que ela se ergue em olho
levantado

qual sábio é que garante
que um vento que se veste inofensivo
lá em processos desvistados
não se tornará tornado furacão?
tudo o que hão não são o que são...

quando cai uma flor
há outro algo além da sua queda
e este outro nos envolve
em insondável onde:
há um ato que é fato
e há outro que se esconde

tudo traz um além-motivo
ainda que a ele (rindo)
não nos motivemos
mas ele sempre sorri
acima
do nosso riso...  

8 comentários:

Sônia disse...

Tudo isso, porque há um ato que é fato e há outro que se esconde...rs


Bom dia...

angela disse...

Porque uma borboleta bateu as asas...
Sempre tem algo latente que desconhecemos e que só se revela depois e que ira conter outra coisa latente e assim ...
beijos

Ligéia disse...

A reticência provoca o pensamento...

Camila Monteiro disse...

Eu acredito na causa e efeito, nao sei se tem muito a ver aqui mas me fez pensar nisso!!!
Algo gera algo e por ai vai!!!

Beijao

Meme Vergara disse...

Pasa que me encanto este poema.
Saludos.

Zélia Viana Paim disse...

Muito, muito linda!

suh disse...

Um convite a visitar os segredos bem guardados. Lí teus versos, e revisitei os meus.
Um tanto de medo, um tanto de delicadeza...
Belo convite (mas também perigoso não?), rs.

-Bons sonhos, poeta.

Davi disse...

Relatividade?
ótimo poema.