10 março 2011

"Tudo isso levou-me ao auge do desespero..." Beethoven

"Tudo isso levou-me ao auge do desespero e pouco faltou-me para tirar-me a vida (...), somente o amor à arte o evitou (...), me parecia impossível abandonar o mundo antes de realizar tudo o que me está predestinado e, por isso, continua vivendo esta vida horrível"
"Vem, morte, quando queiras, porque eu estou preparado para receber-te!".

Ludwig Van Beethoven, em seu Testamento de Heiligenstadt.

7 comentários:

Angélica Lins disse...

A arte nos devolve a sanidade.

Lindo texto!

Alberto Ritter Tusi disse...

os sofrimentos do jovem Beethoven

Camila Monteiro disse...

Nossa, interessante estar aqui cumprindo um trabalho mas querendo ir embora...
Assim como fazemos todos os dias...
Adorei esse post, adorei esse blog...

Visite o meu se puder... Beijos
To te seguindo!

Camila Monteiro disse...

Ps: fiquei com um pouco de medo porque quando terminei meu cadastro aqui pra te seguir apareceu uma frase assim:

PARABENS VOCÊ ESTÁ SEGUINDO O FIM

hahahahahaha me apavorou um pouco... O.o

Carla Diacov disse...

quem mandou dedilhar a morte!?


quanto a ti...


beijos!!!!

Mirze Souza disse...

REIFFER!

Outro gênio da música, que sofreu, mas não se abateu.

LINDO!

Beijos, poeta!

Mirze

marieabacaxi disse...

Hey, passei pra conhecer o blog e gostei muito dos seus textos sobre grandes nomes e da acidez dos seus versos. Seguindo!