25 março 2011

aos Finais*

vós amais
ao jamais...

então quais?
só normais
racionais
sempre iguais...
nada mais.

ideais?
irreais
já demais
infernais
e fatais.

imortais 
me esperais?
me cansais
me acabais
me deixais
sem sinais

vendavais
terminais...

e o que mais?
nunca mais:
corvo e tais...


*poema revisado

7 comentários:

Ju Fuzetto disse...

E tua magia é tão contagiante... lindo demais. beijo amigo

Camila Monteiro disse...

É tão gostoso ler teus poemas, sao faceis de ler e da vontade de ficar falando em voz alta!!!!
Beijao querido e otimo fim de semana!

R.B.Côvo disse...

Também gostei. Abraço.

Raíz disse...

Beleza de construção, Reiffer!

AMEI!

Beijos

Mirze

Ligéia Alone disse...

Adorei!

Ash disse...

Lembra "O corvo"... ótimo.

Marcio Nicolau disse...

pra alguns pode não ter fim o poema. Mas pra mim ele tem clara finalidade.