15 agosto 2010

Leve...

leve contigo
mesmo o que não tenho
o que não pude
o que não vou
o além de mim te deixo
em delírios transcendentais
leve contigo o meu mais
e o meu sou

leve contigo o meu limite
o que não será no meu destino
tudo aquilo que nunca me trará um sim
leve contigo o meu acima
e o meu fim

leve contigo
o que não poderei falar-te
o que não chego e o que fracasso
leve contigo a minha arte

leve contigo
até o que minha alma não escreve
o que não pude deixar livre pelos ares
leve contigo os meus pesares
no teu voo leve...

10 comentários:

Leca disse...

Leve..
adoro essa palavra...
que tem um pouco de peso...
por ser leve...
e por ter um pouco de ordem...
de carregue...

beijos
Leca

Micheli Pissollatto disse...

Combinou perfeitamente com o que ouvia ao ler: Brahms!
Leveza e angústia, esse texto mostra que é uma bela combinação.

Lua Nova disse...

Um voo leve que deixa pesado o coração abandonado.
Uma melancolia dorida nas entrelinhas...
Meu lindo poeta triste, este texto acho que é o mais bonito dos que já li aqui.
Que tua semana seja proveitosa.
Beijos.

Aмbзr Ѽ disse...

leve, a palavra no inicio em cada estrofe, um sentido de abandono, um sentido tambem de perpetuar algo.

sem mais palavras...

ps: desse post, so vamos levar coisas belas como

"leve contigo
o que não poderei falar-te

leve contigo
até o que minha alma não escreve"

http://terza-rima.blogspot.com/

Lua Negra Distro Brasil disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lua Negra Distro Brasil disse...

Saudações! como estás? Teus escritos continuam representando a arte como poucos! Sim eu havia voltado com o blog, porém este era da minha pequena distro, organização de shows e distribuição de material trocados com algumas hordas! Porém a Lua Negra andava meio devagar quase parando devido meus estudos, trabalho e alguns problemas que a brutal teve, bem como posteriormente show fora do estado. Apenas andei enviando material a quem solicitava por email, troquei cartas etc...Tanto não acessei mais o blog que não vi o teu recado, Vi só agora em agosto rsrsrs...Como vão as piblicações?
abraços e força aí nas batalhas

Michelle Buss disse...

Sonoro... Profundo!
Adorei

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Simplesmente divino.
Cada vez gosto mais do que escreve.

leve contigo
até o que minha alma não escreve
o que não pude deixar livre pelos ares
leve contigo os meus pesares
no teu voo leve...

Adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Davi Machado disse...

o que dizer quando tudo já foi dito?
só posso dizer que gostei, amei na verdade, gostar é pouco!

Lara Amaral disse...

Belíssimo poema! Apreciei muito a leitura.

Beijo.