05 junho 2010

Eles que Sabem...

céu de granito cinzento
e cai garoa e granizo:
eles gargalham de nós
sua gramática-ocaso

grassa por tudo a desgraça
e eles gracejam galantes
grafam gadanhas nas garras
e nos galhofam graciosos

grito em galope-deboche
em sacra graça de gárgula
eles se tragam de negro
galas de voz e prenúncio

sábios de graves gargantas
eles que gravam nos olhos
eles que grasnam nos galhos
eles gargalham de nós...

eles
os Corvos.

10 comentários:

Lara Amaral disse...

Os corvos são bons observadores, carregados de metáforas.

Beijo!

LIFE Graciela Bacigalupe disse...

Siempre magnífico!!! Mi admiración! Abrazos!

Sonhadora disse...

Meu querido
Mais um belo poema, adorei a maneira de como entrelaças as palavras, lindo.

beijinhos
Sonhadora

Robson Schneider disse...

Gosto de corvos... não sei explicar bem o por quê... apenas gosto.


Abraço Alessandro


Em tempo, a versão do Dixit de Vivaldi é do The kings consort... naquele link que te passei tem...

Agnes Mirra disse...

Alguém aqui já é membro dessa comunidade?

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=100891692

Aguardo todos e mais alguém lá!

Beijos Agnescos...

Alberto Ritter Tusi disse...

Foda, Reiffer.

Tchê,

Coloca o nome certo meu blog certo ali na tua lista, hehe! Faz um ano que não é mais "milongas tristes"!!

Abração!

Richard Mathenhauer disse...

Pra mim, esses corvos não são bem corvos... rs

Como sempre, ótimo!
Abraços, Reiffer.

sindromemm disse...

Oi gostei do seu blog,
visite o meu sobre sindrome do panico.
Obrigado desde já.

Sandra Botelho disse...

Eles que piam ,gracejam, gritam, se vão e levam nas mãos o mal inócuo ...O mal que a eles foi devotado; como agourentos que não são.
Bjos achocolatados

Vanessa Monique disse...

Obrigada vc pela visita.
Seus poemas são mt bons.

Essa semana é a Semana do Meio Ambiente no meu blog.Venha dar uma lida na Programação Verde.
Te espero lá!
www.fluem.blogspot.com

:*