22 maio 2010

para Tristan und Isolde

Estamos perto do bicentenário de nascimento de Richard Wagner. Ele nasceu em 22 de maio de 1813. Hoje está completando 197 anos. Fiz uma simples homenagem a que é, para mim, a maior de todas as óperas: "Tristan Und Isolde" (Tristão e Isolda), baseada na lenda medieval de amor, uma obra genial de absoluta originalidade, onde toda a violência, insanidade, fatalidade e embriaguez do amor e da paixão são expressos de maneira devastadora em uma nova  e alucinada linguagem musical.


para Tristan Und Isolde

se o amor
fosse só um furacão nos átomos
que nada deixa por onde se alastra
só uma tempestade de punhais
ou uma febre mais violenta que o ebola
que derrete todos os órgãos
a começar pelo cérebro
ou se fosse só uma infecção no sangue
ou um tropeço à beira de abismos
durante uma noite sem lua e sem estrelas
se fosse só um veneno sem antídoto
ou um sorriso em lábios de diabos
ou uma valsa em marcha fúnebre
ou um incêndio pela antiga roma
ou só loucura desespero desvario e absurdo...

se o amor fosse só isso
eu mesmo o teria dito...
mas o amor é bem mais maldito
o amor é muito pior:

por isso
só esses irmãos de polos opostos
Brahms e Wagner
disseram o que é o amor...

(Na imagem, o quadro "Tristan e Isolde com a Poção" de Waterhouse)

9 comentários:

Agnes Mirra disse...

Avassalador e escandaloso...Como muitos amores! Lindo...

Luna disse...

''mas o amor é bem mais maldito
o amor é muito pior''

aaaaiii...que forte isso heim?
mas mesmo assim, apesar das dores,
das decepções,
apesar de tudo,
não desistimos dele... jamais!!!

Tô seguindo, pq gostei do blog,
desejo á vc ''sorte'' e um ''amor''
no coração.
bjus

Ana Lucia Franco disse...

Reiffer, maldito o romantismo. O amor? "Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos sem amor eu nada seria". Poema com teu ritmo e tua marca, sempre bom ler.

bjs.

Lara Amaral disse...

Seu poema ficou tremendamente à altura, parabéns!

Beijos.

Zélia Guardiano disse...

Lindo demais e mais um tanto! Adorei! Poema da mais alta sensibilidade...
Um grande abraço.

Metáfora do Tempo disse...

A força de tua poesia é fenomenal. Há algo nela único, que realmente te diferencia de outros poetas contemporâneos.

Gilson disse...

Reiffer meu amigo, você inspirado faz a gente engolir o folego.

Bravo!!!!!

Robson Schneider disse...

Meu caro Alessandro, deleite-se com a magnifica interpretação de Jessye Norman interpretando Prelude and "Liebestod" from Tristan und Isolde...de chorar.
Um abraço
Ps: tem video no youtube

Priscilla disse...

Uau!
Isso aí é mais violento que hóquei. rs.

Abraço.