17 janeiro 2010

do Destino

o coelho sai tranquilo
da toca e...
de repente o lobo o abocanha

o lobo vai tranquilo
com o coelho e...
de repente o pega a armadilha

o caçador vai tranquilo
com o lobo e...
de repente o pica a serpente

(...)

e era um dia nublado
chuvoso e...
de repente saiu sol

ninguém esperava...

2 comentários:

A. R. T. disse...

Foda!!!
Esse foi foda!!!
Quebra de paralelismo no significado dos versos é música na poesia!

M. D. Amado disse...

Sem palavras meu... A não ser: Maravilhoso!