07 setembro 2009

Nada

nem uma estiagem sobre o peito
nem um canhonaço nas idéias
nem um furacão sobre a esperança
nem um genocídio dos valores
nem um tsunami na virtude
nem um terremoto na psique
nem a bomba atômica no espírito
nem uma catástrofe na alma
nada
nem o próprio Fim
acordará o homem
do seu nada
e do seu próprio Fim

5 comentários:

Marcus Vinícius Manzoni disse...

Que maravilha isso, tchê.

Shadow disse...

Como isso é verdade.... Arrepiante...

Giovani Pasini disse...

Parabéns!
Concordo totalmente...
Não somos nada - e para nós mesmos chegamos a ser tudo.
Dicotomia egocentrista...
Muito bom!
Grande abraço!

.lah rosa. disse...

Pois é. O pior cego é aquele que não quer ver.

Se bem que os cegos tem uma ótima percepção... a humanidade caminha sem sentido(s)

Monique Soares disse...

Muito verdadeiro. Nem o fim acordará o homem.