11 setembro 2009

Duas Considerações sobre a "Desatenção" Humana


Primeira Consideração:


Comentarei dois casos curiosos da desatenção humana. Quando classifico como "desatenção", na verdade estou sendo um tanto eufemista. Poderia ser mais duro. Mas deixarei assim mesmo.

Ontem, assistindo a um telejornal durante a madrugada, vi o caso de um homem em São Paulo que estava recolhendo com as mãos desprotegidos os papéis e plásticos acumulados nos bueiros transbordantes devido às fortes chuvas. Sua casa havia sido atingida pela enchente. Nas cidades grandes, e até nas pequenas, e Santiago já um exemplo, a poluição das ruas agrava profundamente o problema da drenagem das águas da chuva. Com bueiros entupidos, e com o crescente caos climático, as enchentes estão cada vez mais desastrosas.


E onde entra a "desatenção"? Entra no momento em que quase todos nós, e quase todos mesmo, jogamos lixo no chão aqui no Brasil. E aposto que o senhor que estava recolhendo o lixo com as mãos, muitas vezes já fez o mesmo. Será que agora aprendeu a lição? Acho que não. "Os seres humanos não aprendem as lições da vida nem a canhonaços". Eu mesmo estou cansado, exausto, de ver pessoas jogando nas ruas papéis de bala, de chocolate, garrafas de todos os tipos, lenços de papel, sacolas plásticas, propagandas distribuídas nas ruas. Quando estão no carro, jogam pela janela do carro. Se estão no ônibus, pela janela do ônibus. Ou seja, o planeta inteiro é visto como uma lata de lixo, não importa o local em que estejam. Não é assim? Esse é o homem. Bem, chega um dia que a volta vem. Ação e reação, Lei do Karma, chamem como quiserem. Mas sempre pagamos o preço de nossos atos, cedo ou tarde. A natureza não perdoa. E não perdoará.



Segunda Consideração:


Se eu dissesse que os cristãos atuais em sua maioria são satanistas, certamente me questionariam o porquê de eu fazer essa afirmação absurda. Mas eu digo que somente satanistas deveriam fazer o sinal da cruz de forma invertida. É o que fazem a maioria dos cristãos. É um ato inconsciente, é claro, é outro caso da "desatenção" humana. Qualquer observador atento perceberá isso claramente. A cruz invertida é um dos símbolos principais do satanismo. E é como a cruz é traçada quando os cristãos fazem o sinal da cruz: um toque na testa, um toque no meio do peito, na parte superior do peito, e dois toques nos ombros. Pronto. Se formos visualizar a cruz traçada, ela fica claramente invertida. Para a cruz ficar realmente correta, ao invés de o toque ser dado no peito, deveria ser na altura do umbigo, aproximadamente.


Não deixa de ser uma ironia que os ditos cristãos façam ritualisticamente e com frequência o sinal de seu maior inimigo, Satã. Por que será?

2 comentários:

catacrese disse...

Sempre sou acometida por uma sensação de repugnância ao ver alguém jogando lixo na rua, e é triste ver que até as pessoas mais queridas são dotadas desse costume irracional.
Não sou religiosa mas também já havia notado a respeito da incoerência como o sinal da cruz é feito pela maioria dos cristãos. Na verdade achei bastante divertido assistir a essa contradição...
Não por ser satanista ou cética em demasia, mas por me levar a outras reflexões das ironias humanas.

mvizquierdo disse...

Precisamos perder algumas morais cristãs, e reajustarmos a novas; viva a cultura.