06 agosto 2009

da Noite a da Arte


se tu te julgas
satisfatoriamente feliz
é melhor que esqueças
da Noite e da Arte
que a Noite e a Arte
pertencem
aos insatisfatoriamente tristes
aos tristemente insatisfeitos

então
larga das asas do Sonho
e deita em tua cama
de sono tranquilo
e vazio

deixa o Sonho partir só
e voar livre a toda parte
que o Sonho
é tão triste quanto a Noite
e tão insatisfeito quanto a Arte

5 comentários:

Soturna Noite disse...

Como sempre para uma visita aqui, e me deparei novamente com ótimos escritos!

Anônimo disse...

Tens toda a razão. Eu sempre pensei dessa forma, mas claro que jamais conseguiria expressar isso em versos tão magistrais. Obrigado por dar-nos este poema, agora eu tenho algo para ilustrar o que penso e sinto.

André Vieira

Micheli Pissollatto disse...

*-------------*

Agnes Mirra disse...

Brilhante!

Walmir disse...

Quem dorme cedo não sonha. Pra sonhar o cabra tem que dormir às 3 da madrugada, no mínimo.